Incompetência Gerencial :: Usina de Jirau tem (sic) início de operação quase 3 anos antes


“Energia meu caros. Sem energia, não há investimento privado. Não há crescimento. Não há desenvolvimento.”

Se a Usina fosse adiada, seria culpa do modelo energético, pensado, reformado e modelado no MME na gestão da Dilma, então, por consequência, obviamente a culpa seria dela. Mereceria até uma capa da Veja.

Como vai ser antecipada, então a virtude não é o modelo criado, que induziu a concentração de esforços técnicos e financeiros da empresas privadas para antecipar a geração de renda. Isso só ocorreu por causa da boa vontade e o altruismo das empresas vencedoras do leilão.

Tá certo. Entendo.

Usina de Jirau tem início de operação quase 3 anos antes — Portal ClippingMP

Autor(es): Agencia O Globo
O Globo – 29/01/2010

A Energia Sustentável do Brasil informou ontem em comunicado que vai antecipar em quase três anos a entrada em operação da hidrelétrica de Jirau, em Rondônia.

A previsão é que todas as turbinas estejam funcionando em novembro de 2012. O prazo determinado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) era setembro de 2015.

Formada por Suez Energy — que detém 50,1% do projeto — as estatais Chesf e Eletrosul e a construtora Camargo Corrêa, a Energia Sustentável venceu, em maio de 2008, o leilão de concessão da usina e já indicara que poderia antecipar a operação, visando à geração de receita.

Para acelerar a obra, as empresas vão construir simultaneamente nas duas margens do Rio Madeira, onde está localizada a usina. Jirau terá capacidade instalada de 3.450 megawatts.

Powered by ScribeFire.

Anúncios

4 comentários sobre “Incompetência Gerencial :: Usina de Jirau tem (sic) início de operação quase 3 anos antes

  1. e ainda vai ter uma facção que vai dizer que a gente não deveria estar construindo usinas…não é bom para o meio ambiente kkkkkkk
    to até vendo a senhora natura falando mal das usinas.

  2. sei não….Uma antecipação em três anos é muita coisa! Espero que os trâmites técnicos, legais e ecologistas sejam seguidos à risca com ainda maior rigor, senão a conta volta pra Dilma.

    1. O ambientais, na sua maioria, sao previos. Depois disso é só o consorcio nao sair da linha.

      Os legais, é complicado, nao temos uma legislação uniforme. Veja bem, nao estou dizendo que nossa legislação ambiental é ruim. Ela, dentro das perpesctivas do povo brasileiro de buscar o desenvolvimento sustentável é até razoavel. O que nao é razoavel é permitir o MPE, por exemplo, embargar uma obra dessa. Esse assunto deveria ser federal. Mas parece que estamos caminhando pra isso.

      Os tecnicos, ai sim, os tecnicos estao sob as demandas do MODELO. E quem criou e estruturou o modelo? Bem eles nao vao falar. Como nao vao falar que ela cancelou as licitações das concessões das estradas federais (e a mídia histerica a acusou de estatista, chavista, etc.) pra montar um modelo de baixa modicidade tarifaria. E ai q eu critico.

      Tb acho 3 anos muita coisa pra uma obra desse porte. Mesmo construindo os 2 lados simultaneamente. Mas ai tem que ver qual vai ser o lucro do consorcio com essa antecipação. E tb se lá na previsão deixaram uma margem, que hoje eles podem “queimar” pq nao ocorrem tantos atrasos qto previam.

      De qualquer forma, é um avanço no planejamento e programaçao economica no Brasil. Pelo menos, no setor elétrico.

      Se tudo der certo, em 2011, vamos ampliar essa visão para outras areas da economia.

  3. Bem…. Estamos em 2014 e apenas 16 das 50 turbinas estão em funcionamento. Alguém ai sabe me explicar o porque disso??????

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s