Gustavo Ioschpe só sabe fazer contrapropaganda eleitoral



“Um programa inútil, para eles.”

Você decide voltar a blogar. Se compromete a focar em assuntos importantes. Debater em alto nível. Despartidarizar o ambiente. Debater conceitos, valores.  Ou seja, evoluir, amadurecer. Sinceramente, só tenta. É o máximo que você consegue fazer. Eles não deixam.

Na primeira navegada – durante o patético jogo de (futebol) da Copa América – os você perde a paciência com os grandes portais que te empurram uma quantidade infinita de estupidez e besterias.

Existem muitas razões para minhas opiniões serem consideradas enviesadas. Não é preciso esforço para desqualificá-las. Eu não gosto do Gustavo Ioschpe desde o momento que li algo dele. Mas como disse estou (estava) em uma nova fase. A ideia era ignorar. Não foi possível. Foi uma mera ilusão. Então vamos a parte mais irritante dessa emburrecedora, além de inútil, entrevista:

Gastei menos de 1 min para encontrar no site do MEC o Censo do Ensino Superior, que mostra que em 2009 (último Censo do Ensino Superior) tivemos 4.430.157 inscritos no ensino superior privado (Resumo Técnico, Quadro Resumo, pág. 34). Gastei mais 1 min no Portal do PROUNI pra saber que ele teve 247.643 bolsas no mesmo ano (somando e semestre).

Então isso equivale dizer que o PROUNI consegue aumentar aumentar o ingresso em 5,58% ao ano. Considerando-se que a evolução anual nas vagas está (tem quase uma década) aumentando à taxa aproximada de 10%, eu diria que é bem relevante ter um aumento de mais de 50% nessa taxa. Quando sair os dados de 2010, eu aposto que essa taxa mostrará que está rumando para 10%.

Um usuário do programa diria que é transformador. Um jornalista ou colunista dirá que é nada. Bom, eu não sei, mas com os dados corretos (vindo de alguém que não vive para analisar a educação, como eu) cada um pode chegar corretamente a sua  própria conclusão. E se levarmos em conta a quantidade absoluta de ingressos desde a criação do programa, 1.383.316, fica difícil criticar o programa. Bem, a não ser que você seja um grande hipócrita ou ignorante. Ou ambos.

“As 1.383.316 bolsas ofertadas até hoje, são poucas, para eles.”

Mas independentemente disso, só descobrimos mesmo é que o Ioschpe i) mesmo trabalhando com educação não consegue memorizar e/ou pesquisar dados simplórios como esse (seria isso fruto da deficiência histórica do nosso sistema educacional?) ii) só está fazendo contrapropaganda, ação normalmente desempenhada por quem não tem ideias ou soluções para colocar no lugar.

Coincidentemente, é mais um tucano criticando uma política pública com alta efetividade, só por criticar. E isso não tem nada de novo. Eles só pensam em destruir.

Poder Online – Durante o 52º Congresso da UNE, em Goiânia, o ex-presidente Lula afirmou que “precisou de muito trabalho do ministro Fernando Haddad para garantir que o pobre chegasse à universidade”. Como você avalia essa afirmação?

Gustavo Ioschpe – É mais uma mistificação. Quantas bolsas o Prouni concedeu? Algo em torno de 600 mil. Em um país de 190 milhões de habitantes isso é irrisório, serve apenas para fazer propaganda eleitoral. E o mais incrível é que essas vagas venham de universidades privadas, e não das públicas, sobre as quais o MEC tem controle direto. O Brasil tem taxa de matrícula universitária que é a metade dos seus vizinhos de América Latina e de três a quatro vezes menor do que a dos países desenvolvidos. Os bons cursos das universidades públicas são território ocupado por alunos de famílias de alta renda. O Brasil ainda é um dos países em que é mais difícil ao pobre chegar à universidade.

Powered by ScribeFire.

3 comentários sobre “Gustavo Ioschpe só sabe fazer contrapropaganda eleitoral

  1. O Que essa direita reaça babaca nacional quer é brecar a entrada dos pobres na UNiversidade de qualquer jeito, para garantir os melhores cargos no mundo corporativo aso seus ricos filhinhos. E para isso, desqualificar os Programas educacionais inclusivos, vale tudo. Desde dizer que os alunos não tem formação e rebaixam o nível do ensino naiconal até sumir om provas do ENEM, em gráficas suspeitas. A grande mídia é perigosa demais para a nossa Democracia, e tenta esconder o Brasil dos Brasileiros, que já apesar dessa ladainha vem mantendo os governos progressistas de esquerda há 8 anos, e já estão merecendo, portanto, uma LEI DE MÍDIAS.

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na glOBo – O que passa na glOBo é um braZil para TOLOS”

  2. Acho que concordamos que o sistema educacional público brasileiro é capenga, à exceção do superior. Também parece ser verdade que entrevistado e entrevistador procuram desconstruir a imagem pública do Min. Haddad, provavelmente com fins políticos. Seria mais honesto, ao invés de citar que o Brasil tem 190Milhões de cidadãos, apresentar a quantidade de alunos que terminam o ensino médio prá gente perceber se a média de oferta de vagas/ano (197616) é irrisório.

  3. Exatamente, foi o que eu quis (apressadamente) mostrar. Não me importo que as falhas, mesmo que históricas, do sistema educacional sejam utilizados como arma na luta politica. É do jogo.

    O que incomoda é abusar da nossa paciência e ofender a nossa inteligência, jogando dados soltos no ar, como se ninguém fosse perceber.

    Definitivamente, a forma correta de mensurar é essa que vc citou. Aliás acredito ele mesmo deve saber disso. Então…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s