Serra desrespeita o legado de Ruth Cardoso


 

 

“Serra sapateia no legado de uma grande feminista.”

Se ninguém segurar o Serra, ele vai pulverizar o pouco de social-democracia que resta no PsdB (sd – minúsculo, pq se esvai a cada dia) É como eu tento explicar – inutilmente – para esses fundamentalistas, a posição da Dilma não difere em nada da posição do Lula, do FHC e, principalmente, da Dona Ruth Cardoso. A posição institucional do PT não difere da posição institucional do PSDB e do PV. 

Não é uma questão de ser a favor ou contra. É uma questão de decidir se deve-se prender mulheres, que num momento de desespero optam por essa prática. É uma questão de decidir se é uma questão policial ou uma questão de saúde pública.

Simples né? Não para os fundamentalistas religiosos. Por isso é tão importante preservar o Estado Laico. A separação Igreja-Estado.


Folha de S.Paulo – Bispos acusam Ruth Cardoso de demagogia e agressão ao papa – 03/10/97

São Paulo, sexta, 3 de outubro de 1997.

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

NO BRASIL

Alto clero condena apoio da primeira-dama ao projeto que regulamenta aborto legal
Bispos acusam Ruth Cardoso de demagogia e agressão ao papa

LUIS HENRIQUE AMARAL
enviado especial ao Rio

A declaração da primeira-dama Ruth Cardoso a favor da aprovação da lei que regulamenta o aborto legal foi classificada de “agressão ao papa”, “oportunista” e “demagógica” por bispos que participam do Congresso Teológico Pastoral, que acontece no Rio paralelamente à visita do papa.

Ao tomar conhecimento das declarações de Ruth, o presidente da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), d. Lucas Moreira Neves, foi seco: “Haverá uma resposta, mas não agora”.

Anteontem, Ruth afirmou, após cerimônia no Rio, que a proposta de regulamentação da lei do aborto é “um direito garantido que está sendo estendido às mulheres com menos recursos, porque elas não são atendidas no serviço público, quando deveriam ser“.

Ruth Cardoso disse ainda que a visita do papa ao Brasil não terá interferência na votação da lei.

A lei que tramita no Congresso regulamenta o aborto para mulheres que estejam em risco de vida em razão da gravidez ou que tenham sido estupradas.

Ombros

O presidente do Pontifício Conselho para a Família, o cardeal colombiano Alfonso López Trujillo, evitou comentários. Questionado sobre as declarações, deu de ombros, virou as costas e encerrou a entrevista. Seu cargo equivale ao de “ministro” do papa.

O fato de o Vaticano e a CNBB não terem se pronunciado oficialmente não evitou críticas de bispos reunidos no congresso teológico.

“Para mim, o pronunciamento dela também é zero”, disse d. Albano Cavallin, arcebispo de Londrina (PR). Ele se referia à afirmação de Ruth Cardoso de que a “relação entre o Congresso Nacional e o papa é zero”.

O arcebispo “convidou” a primeira-dama para discutir o assunto “com as forças que lutam pela vida…: juristas, médicos, educadores e mulheres normais”.

O bispo de Jundiaí (SP), d. Amaury Castanho, também foi duro: “No mínimo, foi uma indelicadeza da dona Ruth. Estranho que ela tenha feito isso depois que o Santo Padre aceitou conceder audiência a ela, o presidente, seus filhos e netos”, afirmou.

Para o bispo de São Miguel (zona leste de São Paulo), d. Fernando Legal, as declarações de Ruth Cardoso foram “oportunistas e demagógicas”. “Ela quis aproveitar a visita do papa para reforçar sua posição a favor do aborto”, disse.

O arcebispo de Palmas (TO), d. Alberto Tavera, disse que “lamenta profundamente” as palavras da primeira-dama. “Mesmo que esse projeto seja aprovado, continuará a ser imoral.”

Mais incisivo, o arcebispo de Diamantina (MG), d. Paulo Lopes de Faria, disse que a declaração da primeira-dama “fere a sensibilidade do povo brasileiro”.

O arcebispo considerou as palavras da primeira-dama uma “interferência indébita”. “Ela não tem referendo popular por ser esposa do presidente. Com que autoridade ela faz essa agressão?”, questionou.

D. Paulo Lopes acredita que a declaração de Ruth Cardoso pode prejudicar a relação da igreja com o governo. “Será que isso contribui para o trabalho do Comunidade Solidária? Pelo contrário, eu acho que prejudica. Agora, nós da igreja vamos olhar esse trabalho com outros olhos”, afirmou.

O arcebispo se referia ao programa do governo para a área social presidido pela primeira-dama.

Folha de S.Paulo – Divórcio e aborto constrangem encontro com família de FHC – 03/10/97
 

Divórcio e aborto constrangem encontro com família de FHC

 

WILLIAM FRANÇA
enviado especial ao Rio

ELVIRA LOBATO
da Sucursal do Rio

A nora do presidente Fernando Henrique Cardoso, Ana Lúcia Magalhães Pinto, não estará hoje na audiência reservada à família do presidente com o papa, às 10h30, no Palácio das Laranjeiras.
Ana Lúcia está separada há cerca de um mês de Paulo Henrique Cardoso e era divorciada do psicanalista Eduardo Mascarenhas (que morreu neste ano).
Ela tem duas filhas do primeiro casamento e outras duas, gêmeas, com o filho do presidente. As gêmeas, Joana e Helena, 11, estarão acompanhando o pai no encontro.
Como a Igreja Católica não aceita o divórcio, Ana Lúcia pode frequentar a igreja, mas é impedida de receber os sacramentos.
Logo no primeiro momento do encontro, o papa terá como interlocutora a primeira-dama Ruth Cardoso, que defendeu a aprovação pelo Congresso do projeto que regulamenta o aborto legal.
O aborto é um dos temas de que tratará o papa em sua visita ao Rio. Ele vai condenar a sua prática, bem como a do divórcio.
Logo em seguida, FHC apresentará o papa a 34 convidados. Entre eles estarão dois divorciados ilustres: o ex-presidente Itamar Franco e o governador Marcello Alencar, casado pela segunda vez.
O encontro exclusivo com a família presidencial terá duração de 20 minutos. No segundo momento do encontro, também de 20 minutos, Fernando Henrique e João Paulo 2º ficarão a sós, numa conversa livre sobre temas sociais. Na terceira etapa, FHC e o papa receberão políticos e religiosos.

Um comentário sobre “Serra desrespeita o legado de Ruth Cardoso

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s