Eleição 2010 para Presidente/a : Resumão

Serra divide com Marina o eleitorado de Alckmin

Saiu o tracking VP de 12-set : 53 x 23 x 9. E…? O que é importante?

Há uma impressionante busca do “pêlo no ovo” este ano. Não há porque prever qualquer resultado diferente dos de 2006. Nos estados talvez, mas na eleição para presidente, não. O governo, que é muito popular, propõe continuidade; a oposição repete os erros do passado e, portanto, obtém os mesmos resultados.

O nome do candidato influenciou muito pouco. Mas há uma análise legal sobre isso no Toledo:

http://blogs.estadao.com.br/vox-publica/2010/09/06/no-topo-da-cabeca-do-eleitor/

Por que esperar que o eleitor mude de opinião? Aqui neste blog (ou em qualquer outro), alguém mudou de opinião nestes meses todos?

Os dados das espontâneas são francamente favoráveis a Dilma, inclusive na tendência recente. Desde “sempre” (dez./2008 em diante) o campo lulista (Dilma + Lula + candidato do Lula + candidato do PT) tem entre 55 e 65% dos espontâneos com destino declarado.

Efeitos de propaganda negativa são restritos a segmentos sócio-econômicos minoritários e que já haviam decidido seu voto. Se a oposição deseja atacar a candidatura governista por este flanco deve escolher temas que atinjam os mais variados públicos, não apenas a classe média mais escolarizada. Senão, poderá atrair, em função da redundância, a própria desconfiança de seu público e favorecer os verdes.

Notar que há momentos em que as regiões caminham em direções opostas, pelo menos no curto prazo. A maior parte da recente sustentação de Serra na Datafolha e de sua recuperação na Vox Populi deveu-se ao Sul, onde há frequentes oscilações. No Nordeste e Sudeste, regiões que definem a eleição e também apresentam menor margem de erro, ambos os institutos mostraram estabilidade ou aprofundamento da vantagem pró-Dilma.

Se compararmos os resultados atuais por região com os do 2º turno de 2006 é impressionante a semelhança entre a atual soma de Serra e Marina com os resultados de Alckmin. Creio que isto mostra que a realidade do cotidiano é mais importante para a eleição que a torcida que cada candidato tem.

7 comentários sobre “Eleição 2010 para Presidente/a : Resumão

  1. Agora, falando mais sério, o gráfico 2 coloca uma coisa bem interessante – como as hostes governistas e oposicionistas sempre estiveram estáveis.

  2. Obrigado Vander. E eu quero aprender uns em formato de teia de aranha que o Fernando faz!

    Meu amigo, descolou algum adesivo? Ou algum endereço onde eu possa buscar?

    A fim de marcar um encontro Dilma's Party com outros comentaristas? Penso no dia 13/outubro.

    Abs.

  3. A intenção era essa mesmo. E o gráfico 1 mostra como há também uma estabilidade na regionalização/polarização, não importam os nomes dos candidatos.

    Por isso acho que não fez diferença ser Serra ou Aécio. O que mudaria um pouco a divisão dos votos, penso eu, seria um fato novo, como PSDB + PMDB ou PSB + PSDB.

  4. Acho que existe uma estabilidade “natural”, mas acho que o Aécio agregaria mais, e seria mais aberto a opiniões de um “conselho político” (maior erro do Serra, a meu ver).

    Nesse sentido, teria mais tempo de tv e teria programas mais competente.

    Não sei se a reação na internet contra ele seria diferente. Alias o Aécio pra mim é um incognita, mas sigo a opinião do Lula que diz que ele é um grande político.

    A ver…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s