Acuados

“Serra, até o momento o chefe do Poder Executivo se chama Luis Inácio Lula da Silva. Pq atacar a Dilma? Pq ela é mulher? Ou pq tem medo do Lula?”

Tudo isso estava previsto não é mesmo? O golpe na Justiça Eleitoral é factoide d’jour. Eu não falei? Estava escrito, num roteiro velho e surrado. Eu falei que essa parada (2010) ia ser sinistra. Que ia ser sangrento. Esses caras (direitona) não costumam largar o osso assim fácil. E não é só aqui. É em todo mundo. Os caras daqui só são mais obtusos, e por isso mais truculentos. Além de contar com a desfaçatez e o apoio de uma mídia hipócrita.

De qualquer forma é importante ter uma estratégia clara. Não convém por exemplo, entrar nessa de ruptura. Pode fazer sentido pra viúvas da revolução ou do golpe de 64. Ninguém aqui quer por o povo nas ruas. Políticos sagazes só usam isso quando acuados. Essa não é a nossa situação hoje. Estamos muito bem posicionados. A mídia não tem mais tanta penetração, a audiência do horário eleitoral gratuito só despenca e com a internet, temos centenas de “pedrinhas no lago” (aguardem post sobre isso em breve) para contra-argumentar.

Ninguém ganha nada com a distensão. O povo não ganha. Os mais pobres, principalmente, perdem muito. Quem financia as campanhas, seja os banqueiros, seja os empresários, sabem muito bem. A elite sabe disso. Os conservadores sabem disso. Então a pergunta que não quer calar é: – Por que diabos estão provocando? Ah tá, “provocando”.

Então fiquem atentos, mas não caiam nessa de “povo nas ruas” só por causa de mais um espasmo post-mortem dessa parcela da direita conservadora e golpista a quem o Serra se aliou. No TSE, apesar dos substitutos serem conservadores extremados, a maioria é moderada. Enfim essa nova-velha estratégia do Serra não passa de provocação. É como a estória de “sangrar o Lula”. Nunca tiveram força política pra partir pro impeachment, e construíram essa falácia pra tentar sair por cima, como democratas.

O que eles querem é imagens de muitos enfrentando a polícia, pra chamar a Dilma de “comunista bolivariana” na televisão. Como já disse, essa estratégia kamikaze do Serra (aumenta ainda mais a rejeição, inviabilizando qualquer crescimento) só prejudicaria  a Dilma se a opção Marina se mostrasse capaz de crescer nesse pequeno vácuo que se formará (se se formar). Mas ela se mostrou uma política anêmica, que tem errado feio no discurso e não tem tempo de TV.

Esse evento, enfim, só servirá pra demostrar duas coisas: i) a verdadeira virtude das redes sociais na política: articular com efetividade (produto da eficiência com a eficácia) a mobilização. De maneira independente da localização espacial, rapidamente e a custos quase zero. ii) Abrir a clareira para o Aécio, pois com o Serra está fazendo o serviço sujo, nesse script, vai restar pra ele o papel de apaziguador dos ânimos, de lado a lado. Uma ironia, considerando-se, que a luta interna do Aécio vs Serra está na origem de tudo isso. Mas isso a mídia não vai dizer.

Então combatamos, no momento, só com argumentos. Mostrando a hipocrisia da mídia, a inconsistência da oposição e golpismo de alguns. E continuemos a mostrar as virtudes do nosso projeto. Claro sempre de olho no tracking e nas qualis. Chegamos com uma gordurinha, vamos queima-la. Esses factoides só somem com a fadiga de material.

Mas o desespero no momento, é de quem está acuado. Não por seus adversários, mas pela escolha soberana do povo brasileiro.

Um comentário sobre “Acuados

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s