O que tem no cofre do STM? Saiba em primeira mão.

 

No cofre do STM (Superior Tribunal Militar) tem uma folha de papel em branco. Nessa folha, Veja, Globo e Folha vão escrever em conjunto uma matéria bomba, que pra eles, vai ser capaz de levar as eleições pro segundo turno vencer as eleições.
Mesmo todo mundo sabendo das mentiras que os militares incluiam para justificar prisões e torturas, a mídia quer usar isso como verdadeiro. Isso diz muito sobre eles. Engraçado é que ninguém foi atrás dos “outros” processos.

Pra mim vai ser a tampa do caixão desses caras.

 

Folha de S.Paulo – Tribunal “esconde” processo contra Dilma – 17/08/2010
 

São Paulo, terça-feira, 17 de agosto de 2010

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

Tribunal “esconde” processo contra Dilma

(…)

Está trancado desde março, num cofre da presidência do Superior Tribunal Militar, todo o processo que levou a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, à prisão durante a ditadura (1964-85).

A papelada, retirada dos arquivos por ordem do próprio presidente do tribunal para prevenir um eventual uso político do material, revela em fichas, fotos, depoimentos e relatórios de inteligência a militância de Dilma à época.

Até março, quando foram “escondidos”, os documentos poderiam ser consultados pelo público, como advogados, jornalistas, pesquisadores e pelas partes do processo. A liberação, quase sempre, é feita pelo ministro-presidente do tribunal, Carlos Alberto Marques Soares.

(…)

Presa no início de 1970, a candidata do PT foi condenada pela Justiça Militar de três Estados -Rio, Minas e São Paulo. Foi torturada. Deixou a prisão no final de 1972.

Em entrevistas sobre o assunto, Dilma Rousseff diz ter orgulho de seu passado de luta contra a ditadura. Ele nega ter atuado em ações armadas e afirma que sua participação restringiu-se à logística das organizações.

O PASSADO DE DILMA — Portal ClippingMP
 

(…)

 

Perseguida, presa e condenada pelos militares há 40 anos, Dilma hoje goza de tratamento especial da Justiça Militar. Recentemente, seu ex-colega Antonio Espinosa foi ao Superior Tribunal Militar (STM), em Brasília. Devido a uma polêmica causada por uma entrevista, ele requereu acesso a seu processo por sua militância na VAR Palmares. Ele e Dilma fazem parte do mesmo processo. Por isso, a peça com milhares de páginas faz centenas de menções a Dilma. Espinosa pediu cópias de cerca de 400 páginas. Elas vieram com o nome da Dilma coberto por tinta preta, afirma Espinosa. De acordo com a lei, apenas os próprios réus, ou pessoas com uma procuração assinada por eles, podem ter acesso aos processos no STM. Mas apenas o nome de Dilma, entre os nomes de dezenas de outros militantes, foi ocultado das páginas copiadas a pedido de Espinosa. Recentemente, o processo de Dilma foi separado dos demais dentro do STM. Ele está guardado em um armário específico. Os funcionários têm ordens expressas para não fornecê-lo a ninguém.

(…)

Um comentário sobre “O que tem no cofre do STM? Saiba em primeira mão.

  1. É certo que o processo é público. Mas também é verdadeiro que o PSDB tem feito uma campanha muito suja. A abertura do processo ao público agora não é interessante à democracia do pais, pelo contrário, faz parte dos enteresses de pessoas muito sórdidas que visam somente interesses próprios e de uma facção da sociedade que só pensam em sí mesma. O princípio da razoabilidade e da proporcoinalidade amparam amplamente as atitudes que o STM vem tomando. Após as eleições quando os interesses forem mais universais provavelmente o processo será liberado ao público. Mas ai talves não haja mais de interesse por parte das pessoas que hoje estão interessadas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s