Os programas eleitorais na tv



O sempre ótimo Nelson de Sá analisou bem. Veja abaixo. Ele profissional. Eu um ignorante nisso, mas nem por isso vou deixar de dar minha opinião.

Eu tb estranhei um pouco a edição com cortes rápidos e a câmera se movendo no começo (lembram de “NY contra o crime”?). Mas foi um bom começo, principalmente pro público mais jovem. O bate bola da Dilma com o Lula foi bom, mas ainda precisa ser ajustado, o conteudo se perdeu um pouco. Tb não gostei das escolhas do figurino. Não gostei da forma dos gráficos e legendas. Confuso, palavras atrás das pessoas. Faz o arroz com feijão. Ou usa os bonequinhos dos spots (que tb não gostei, mas é melhor que o atual). Eu usaria gráficos. O povo entende. Quem não entendem é quem não conhece o povo. A música final foi horrivel. Começou bem, e só.

Agora o desempenho da Dilma surpreendeu, convenhamos, a mulher tá com cara de estadista. Seja na voz, seja no desempenho frente as câmeras. Com um pouco mais de prática…


Sobre o Serra. Não tenho nada a dizer. É aquilo lá. Favela fake. Olhos vermelhos (devido ao ritmo, mas não tem colírio não?). Estilo cansado, e expressão forçada. Serra, como Serra. Agora, se iam mudar o codinome do cara pra “Zé Serra”, pq diabos não fizeram isso antes, pô!

Vão começar a bater em breve, mas povo, como disse diversas vezes, a diferença de tempo de tv é um absurdo. Dá pra defender, e ainda continuar sendo propositivo. Lula mandou muito bem em defender o PMDB no Senado. E o PSDB deve estar arrependido até hoje de: i) ter derrubado o Dirceu; ii) ter atacado o PMDB, o que facilitou a vida do barbudo pra forjar essa aliança.

Além disso (como já tinha dito aqui), o João Santana é fera.

Folha de S.Paulo – Análise: PT busca fusão de Dilma com Lula, PSDB derrapa – 18/08/2010

ANÁLISE

PT busca fusão de Dilma com Lula, PSDB derrapa

NELSON DE SÁ
COLUNISTA DA FOLHA

Como primeiro capítulo de novela ou “teaser” de filme hollywoodiano, os programas de Dilma Rousseff gastaram à vontade, com imagem em película e uma edição ao detalhe. Esta abordou temas de risco, como o período em que foi “presa”, ficou na “cadeia”, expressões usadas para impacto e construção de personagem. Não faltou nem o “ex-marido”.

Na construção da personagem, principalmente à tarde, cenas recorrentes mostraram o percurso de caminhos, como uma estrada. À noite, em superprodução, um voo partiu do Chuí com Dilma para o rio Madeira com Lula -e o resto dos dez minutos seguiu na mesma viagem.

Lula entrou poucas vezes à tarde, como escada, não protagonista. À noite, com a edição em ritmo acelerado, o programa buscou uma fusão de Dilma com Lula.

À tarde, em nenhum depoimento foi possível perceber o teleprompter, a começar de Dilma. À noite, pelo contrário, o texto foi controlado e expresso sem trégua, como se Dilma e Lula fossem um só, em edição que de início causou estranheza.

José Serra, por outro lado, denunciou o que parecia teleprompter em boa parte de suas entradas à tarde. E o efeito não foi de naturalidade. A edição carregou no esforço de torná-lo popular, falando da “casinha num bairro operário” ou mudando o nome para “Zé” -como se viu na campanha anterior, sem sucesso, com o “Geraldo” de Alckmin.

À noite, seu discurso foi menos empostado, sem leitura aparente, e um jingle com imagens genéricas tomou o lugar de uma favela de cenografia, mal construída e editada, que havia aproximado o programa do desastre, à tarde. E o tema foi quase único, saúde.

Mas a inadequação de Serra no palco eleitoral se mostrou incontornável. No dizer da “Economist”, antecipando-se à sua “apresentação”, “ele aparenta ser insípido, exceto quando sorri, quando parece assustador”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s