De quem é essa burrice?

“Estadão, hj depois da última Sensus”

Quem me acompanha sabe que eu não posso criticar a falta de esmero de ninguém com a língua portuguesa. Meus erros de concordância e ortografia envergonham minha mãe (que foi professora). E pensar que eu já fui bom nisso.

Mas no caso da pobreza da comentarista do Estadão, não pude deixar de fazer um post, porque (eu, eu mesmo e o uso dos porquês) é exatamente isso que escuto diariamente: “Pobre vota no Lula e na Dilma porque é burro”. Principalmente dos meus amigos com curso superior.

É verdade, ignorância mata. Mas a burrice mata mais.

4 comentários sobre “De quem é essa burrice?

  1. É vero! Quando leio os resultados das pesquisas e fico sabendo que a maioria das pessoas com curso superior vota no Zé-sem-rumo, imagino que sejam patrões com medo de um governo “loteado” por sindicalistas. Conheço um médico rico (do PDT!) que foi contrário ao veto do presidente Lula à emenda 3, que retirava dos fiscais do Trabalho o poder de multar as empresas por irregularidades trabalhistas. Só isso explica o fato de gente com terceiro grau votar no Serrágio!

  2. O Lula não entende de português nem de outra língua, mas tem fluência entre os líderes mundiais, é respeitado e citado entre as pessoas mais poderosas e influentes no mundo atual.
    O Lula não entende ‘nadica’ de nada, e já é melhor que todos os outros.
    Caráter não precisa de diploma.
    Mas este documento chamado “caráter” é que falta há muitos que, em sua arrogância, se acham jornalistas melhores que outros jornalistas.
    A BURRISSE deste jornalismo é que faz mau uso da História de um país e torna uma imprensa ignorante e prisioneira da linguagem do poder.
    Os editoriais dos atuais ‘jornalões’ soam como se fossem discursos políticos.
    Os nossos leitores não são estúpidos!
    A comentarista do Estadão é aquela pessoa que diz qualquer coisa só para marcar presença.
    Não há sentido no que escreve, a não ser pela BURRISSE.
    É preciso que as coisas ditas tenham sentido e respeito para quem as lê.
    Palavra dita é palavra empenhada.
    Não devemos menosprezar ou subestimar o outro, senão vai gerar discursos vazios de reconhecimento e totalmente um festival de besteiras, com verdadeiros disparates, bobagens e explicações vazias.
    Nos dias de hoje, a comunicação tem extrema importância.
    É preciso empenho para uma imprensa forte, livre e, principalmente, apartidária.
    As pessoas estão mais bem informadas.
    A comentarista deve pensar por ela mesma e não achar o que os outros devem pensar!
    Este tipo de atitude a tornam fraca e decepcionante.
    Com esta atitude ela está representando a antiga ideologia burguesa (que o PIG pratica) dizendo-nos o que devemos pensar, sentir, falar e fazer, sugerindo, com seus comentários, que nada sabemos e seu poder se realiza como intimidação social e cultural…
    Com isto que ela escreve é nítida a demonstração da falta de especialização e de arregaçar as mangas durante o cotidiano de uma sociedade.

    Não sei se a BURRISSE mata mais! Mas a “burrice” é letal sim!
    É lamentável!!!!

  3. Isto não é um caso de BURRISSE !
    Isto é sim um caso de INTELEJUMÊNCIA !
    A tal comentarista é uma JANTA (Jumento + Anta).

  4. É muita burrice escrever burrice com dois S, e isso de “quadrilha de assasinatos”, morri de rir..Essa
    mocinha que escreveu é uma coitada..tive vergonha alheia novamente!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s