Oleo do Diabo :: “Miriam não chora pelo Nordeste”



Óleo do Diabo: Miriam não chora pelo Nordeste

Miriam não chora pelo Nordeste

Esse gráfico é muito impressionante. Ele mostra o déficit nominal em relação ao PIB das principais economias, e o Brasil está no topo da pirâmide, ou seja, é um dos países menos endividados do mundo. Nem sempre foi assim. Fui dar uma espiada na coluna da urubóloga e, sem surpresa, vi que ela nem toca no assunto que constituiu o tema central da reunião do G20, que é a meta de reduzir os déficits fiscais até 2014.

Claro que ela não abordou o tema. Isso a forçaria a elogiar o Brasil! Ela não se constrangeu, todavia, e, mencionando o G20, deu um jeito de falar mal de Lula.

Miriam Leitão perdeu qualquer escrúpulo de coerência. Seu antilulismo é tão doentio, que há momentos em que seu texto se torna verdadeiramente incompreensível. Observem como ela abre a coluna de hoje:

A primeira linha do comunicado do G-20 é animadora. Diz que é o primeiro encontro de cúpula do grupo na sua nova capacidade de ser o mais importante fórum de cooperação econômica global. É um atestado de superação do G-8. O presidente Lula não estava lá. O Brasil perdeu peso político na conversa dos grandes e deu mais um sinal de como é errática sua política externa.

Ela começa o parágrafo elogiando o G-20, uma criação geopolítica da qual o atual governo participou ativamente, emite um muxoxo infantil sobre a ausência de Lula e conclui, numa piparote lógico de fazer Descartes dançar o rebolation em seu túmulo, que “o Brasil perdeu peso político na conversa dos grandes”. Perdeu porquê? Porque Lula faltou à reunião para monitorar a tragédia no Nordeste?

No finalzinho do texto, ela manda essa:


Há momentos em que a diplomacia brasileira faz esforços fortes no que não é tão decisivo, e outros momentos em que não aparece. O motivo apresentado foi que o presidente precisava coordenar as ações de ajuda ao Nordeste. A tragédia das chuvas foi grave, mas é o governo todo que precisa estar envolvido e o presidente poderia ter se ausentado, sem que isso significasse evidentemente interromper a ajuda às vítimas.

Não seria o contrário? Se o Brasil fez o seu dever de casa no G20, não pode ser muito bem representado, como o foi, por seu ministro da Fazenda, Guido Mantega? O que é mais importante, participar de burocráticos convescotes internacionais, onde Lula seria criticado de qualquer jeito (por viajar demais, etc) ou prestar apoio governamental e psicológico (com sua presença física) às vítimas de uma tragédia que vitimou a região mais pobre do país?

O raciocínio de Miriam é insensível e preconceituoso. Em virtude de sua economia frágil, a tragédia do Nordeste pode ter desdobramentos terríveis para milhões de pessoas. Prefeituras e governos estaduais tem estrutura precária e insuficiente para dar solução aos problemas urgentes que se multiplicam dia a dia. A burocracia emperra as verbas alocadas para levar auxílio às vítimas. Enfim, há uma série de fatores que pedem o monitoramento atento de um chefe de Estado preocupado com a população. Quando aconteceram as enchentes em São Paulo, José Serra, então governador, desapareceu do mapa, com medo de que sua imagem fosse associada a uma tragédia. O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, igualmente escafedeu-se. Milhões de pessoas sofreram os efeitos da chuva sem que ao menos seu governante trouxesse palavras de conforto nem os informasse sobre as providência que estavam sendo tomadas. Durante semanas a fio, comunidades inteiras permaneceram submersas na lama pútrida, abandonadas pelas autoridades responsáveis. E nenhum colunista de jornal teve culhões para fazer a pergunta: “onde está José Serra?”

E agora, que Lula adota uma postura oposta e vai ao Nordeste e pisa na lama, e leva seus principais ministros para verem de perto o que aconteceu, Miriam Leitão diz que o presidente errou, que o certo era ele deixar sua equipe resolvendo o pepino, entrar no AeroLula e participar de coquetéis em Toronto, Canadá? Ora, é evidente que a presença de Lula, uma figura reverenciada como um mito no Nordeste, ajuda muito, em todos os sentidos. Ajuda a agilizar a liberação de verbas, cujo fluxo é atrasado por incompetência e insensibilidade burocrática; ajuda a trazer esperança e tranquilidade às vítimas, aliviadas por saber que Lula está monitorando pessoalmente a situação; melhora, enfim, a autoestima de todo país, que vê o Estado, na figura do funcionário público mais graduado da República, agindo efetivamente para reduzir os danos causados pela tragédia. O G20, afinal, é muito bom, mas não é comida.

6 comentários sobre “Oleo do Diabo :: “Miriam não chora pelo Nordeste”

  1. Sem mais, apenas Clap, Clap, Clap!
    Parabéns, Fernando, e obrigada por colocar em palavras o que todos sentimos.

  2. Agora que vi que vc tirou o texto do blog Oleo do Diabo…mas valeu do mesmo jeito, obrigada por publicar aqui. Já to indo lá dar os parabéns também.

  3. Obrigado pela chance de exemplificar o comentário do outro post.

    O que eu extraí do primeiro trecho de Miriam exposto aqui: “Lula não foi ao G8”

    O que eu extraí do segundo trecho: “Nada”

    Conclusão 1: “Lula deu uma banana para o cada vez menos importante G8”
    Conclusão 2: “Lula mostra que para ele o bom é o G20”
    Conclusão 3: “De fato o mais democrático é o G20”

    Crítica à crítica: Na verdade essa coisa(Miriam) não tem opinião própria pois se Lula tivesse ido ao G8 ela iria fazer outra crítica, ou seja, nada de opinião, como você mesmo mencionou “O raciocínio de Miriam é insensível e preconceituoso…”, subestima-se a inteligencia do brasileiro novamente.

    Afago: Isso pode ser apenas uma limitação da interlocutora.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. É aquele raciocínio genocida de sempre de nossa elite. Para ela, o povo brasileiro é estorvo. Os pretos e pardos são os sub-humanos que povoam o País, onde quem realmente tem valor tem sobrenome alemão, francês, inglês, alemão, japonês.

    Não tenha a menor dúvida que a tragédia das enchentes, se merecer linhas da colunista, vai seguir aquele papinho de sempre da ‘tragédia anunciada’ que no final sempre se apega à idéia fatalista de que o Nordeste nunca deixará de ser uma área miserável (e, para a elite, o nordeste se resume a pobreza), por culpa, evidentemente, dos coronéis que mandam. Ou melhor, desse povo subnutrido, incapaz, mentecapto, que vota nos coronéis.

    Em suma: para a elite brasileira, o Nordeste é uma tragédia cujos únicos responsáveis são os próprios nordestinos. Os oprimidos, é claro.

    Só que esse papinho condescendente não cola mais.

  5. Cada dia que passa, mais me convenço que o NE precisa de uma REVOLUÇÃO! Que estes ricos senhores de toda pedra e todo lixo, residentes no SUL e SUDESTE, deveriam receber, como afagos, a FORCA, caso não se predispusessem VOLUNTARIAMENTE a DAR TUDO o que tem para o POVO!

    Tô cansado dessa gente que te julga pela conta bancária, pelo curso e a faculdade na qual você faz. Tô cansado desse lixo, que tem a cara de pau de estimular a futilidade adolescente, em que as chapinhas e os cineminhas são mais importantes que amor, força, vigor, estudos, inteligência… E que o estudo só vale a pena se recompensado IMEDIATAMENTE.

    Calhordas! Nos tiraram a liberdade, nos escravizando ao Mercado, se riem ainda de nós, colocando na gente a culpa pelo seu descaso… Queria tanto, mas tanto… Uma morte lenta para cada cidadão de classe média que acha que R$ 7 000,00 é um mau salário. Estes são os estúpidos, mais estúpidos que eu já vi! Senhores, quando vamos pegar em armas? Eu já não aguento mais… E to sem paciência para ficar esperando esse mundo mudar, porque isso demora anos e anos. Odeio ditaduras cruéis, tanto de senhores déspotas, como do miserável Mercado!

    Aliás, não só o NE precisa de Revolução, o SUL, o Sudeste… etc… A raiz do problema são esse bando de ovelhinhas pagos por motivos escusos que rechaçaram da Coluna Prestes à Getúlio Vargas. Um bando de marqueteiros… Corruptos e v endidos!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s