Caso se confirme a pesquisa…

Em se confirmando (ainda não vi no papel…) o cenário 38/28/9/10 dessa pesquisa Datafolha de 16/abr. – e a diferença de 10 pontos entre as candidaturas – temos que ter em mente que OSCILAÇÕES EXPRESSIVAS NÃO SÃO TÃO INCOMUNS, apenas o fenômeno está sendo mais comentado agora, quando todos estão lendo com lupa. Uma situação de rápida mudança de diferenças entre candidaturas (algo como a partir de 0,5% ao dia) já ocorreu muitas vezes nesta campanha (  5 vezes pró-Serra, 5 vezes pró-Dilma ), especialmente porque costumamos comparar institutos diferentes, que podem ter variações na metodologia de coleta, na base amostral, etc.

Inclusive, já ocorreu com duas pesquisas próximas e seguidas de um mesmo instituto (Vox Populi final de out./09 e início de nov./09)

O quadro, abaixo, é montado com base na DATA FINAL DE COLETA DE DADOS (infelizmente não pude montar o “dia médio” da pesquisa, que seria o ideal, não tenho anotado o dia inicial de coleta para as pesquisas, e deve ser dado algum desconto por isso.) Trata-se apenas das pesquisas com o CENÁRIO PRINCIPAL (isto é, “com Ciro”.)

As colunas em verde são as MÉDIAS MÓVEIS DE 4 PESQUISAS. Acho interessante porque muitas vezes isso coincide com que sejam 4 institutos diferentes. E se trata de um DADO BEM ESTÁVEL. Por ele, as candidaturas estariam 35% a 30%, o que não causa estranheza alguma a ninguém.

As colunas finais são o cálculo de um indicador que deve ser lido com cautela, pois é “bem fraco” estatisticamente, trata-se de um mero exercício. O cálculo é feito dividindo-se a alteração no “gap” entre candidaturas, entre uma pesquisa e outra (não importando o instituto), pelo número de dias entre o final das respectivas coletas.

Exemplo : agora houve (ou parece que houve) uma alteração de 9,6% no “gap” Serra menos Dilma (de 0,4% para 10%). Uma pesquisa acabou dia 16/04, outra (Sensus) no dia 10/04. Dividindo 9,6% por 6 dias dá o resultado de crescimento diário no “gap” de 1,6% (clique na imagem para ampliar.)

existiriam institutos azuis?

O que é CURIOSO : por coincidência, nas 5 vezes em que essa metodologia de cálculo mostrou crescimento da candidatura Serra (quadrículas azuis), os institutos foram Datafolha (2 x) ou Ibope (3 x). E, em 4 das 5 vezes que a candidatura Dilma cresceu rapidamente (ou seja, o “gap” caiu, quadrículas rosa) os institutos foram Sensus (2x) e Vox Populi (2x). 

Antes que alguém se precipite : cabe lembrar que a Datafolha cuja coleta acabou em 18/dez. apresentou pró-Dilma, em relação à Vox Populi imediatamente anterior (com término em 14/dez.), uma redução bem rápida da vantagem para Serra, maior por dia que o inverso (que deve ser) apresentado hoje. (E ninguém acusou o Datafolha de ser pró-Dilma na ocasião. Ou não?) 

De qualquer modo todos estamos curiosos para ver como está na Região Sul… E a Ibope cuja coleta acaba dia 18 e será divulgada dia 21… E se o que aparece em blogs hoje à noite é fato, etc. 

É muito comum se usar a regressão para tentar identificar a tendência de dados de pesquisas. Mas são ainda poucas pesquisas por instituto, não dá para enxergar muita coisa (nem acho que é muito apropriado ainda traçar essas linhas.) Mas, para saciar a curiosidade, adaptei um gráfico antigo, onde os resultados de cada instituto têm tons diferentes, e deixei o Excel calcular as regressões lineares. O resultado é um tanto confuso, decerto. Apenas se nota o que todo mundo já sabe, que as duas candidaturas caminham para um encontro. 

Em momentos do passado o “gap” ora seria 15, ora seria 25, dependendo da pesquisa, mas se estaria em torno de 20% de diferença. Hoje uma pesquisa aponta 0% e outra 10%, sem drama em particular, estamos com uma diferença média em torno de 5% (ou um pouco mais), que é aproximadamente o resultado da média móvel de pesquisas. (Como Datafolha é a pesquisa da vez, as linhas para esse instituto são as mais espessas, e por sinal estão mais ou menos “no meio” entre as demais.) 

O que pode ocorrer nesse momento futuro de encontro (se não houver inflexão das tendências) ? O mesmo raciocínio : algumas pesquisas mostrarão Serra à frente, uns 5%, outras mostrarão Dilma à frente, uns 5%, mas os pontos estarão “em torno de 0%”.

 o jacaré deixou a língua de fora

Em outras palavras, não é muito bom olhar para pesquisas de um instituto só, parece mais prudente “desenhar” com todas as informações disponíveis.

Um comentário sobre “Caso se confirme a pesquisa…

  1. Parabens pelo quadro estatístico em que todas as pesquisa sao apresentadas, mas cada uma com sua progressão. Me ajudou muito a conseguir visualizar algumas coisas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s